Venezuela: Brasil e EUA reconhecem Guaidó

O governo brasileiro reconheceu nessa quarta-feira (23) o presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó, como o novo presidente interino do país. Os Estados Unidos e outros oito países também tomaram medida semelhante.
A decisão aconteceu pouco depois do próprio Guaidó se autoproclamar presidente durante uma manifestação que reuniu milhares de pessoas em Caracas para protestar contra o ditador Nicolás Maduro.

“O Brasil decidiu reconhecer Juan Guaidó presidente da Venezuela e dará todo o apoio à transição democrática”, declarou o presidente Jair Bolsonaro em Davos, na Suíça, onde está para participar do Fórum Econômico Mundial.

“O Brasil apoiará politica e economicamente o processo de transição para que a democracia e a paz voltem à Venezuela”, completou ele nas redes sociais. Em comunicado, o Itamaraty já trata Guaidó como “presidente encarregado” da Venezuela.

O brasileiro estava ao lado do presidente da Colômbia, Iván Duque, da vice-presidente do Peru, Mercedes Aráoz, e da chanceler do Canadá, Chrystia Freeland. Antes do anúncio, Bolsonaro e Duque passaram cerca de uma hora e meia reunidos com os presidentes do Equador, Lenín Moreno, e da Costa Rica, Carlos Alvarado Quesada.

No total, seis países reconheceram conjuntamente Guaidó como presidente interino da Venezuela: Brasil, Canadá, Peru, Equador, Colômbia e Costa Rica, além dos EUA, que já tinha feito isso mais cedo.
Posteriormente, os presidentes do Chile, Sebastián Piñera, da Argentina, Mauricio Macri, e do Paraguai, Mario Abdo Benítez, também reconheceram o deputado como novo mandatário.

Peso
Em comunicado, o presidente americano Donald Trump afirmou ainda que usará “todo o peso do poder econômico e diplomático dos Estados Unidos para pressionar pelo restabelecimento da democracia venezuelana”.

Ele também não descartou tomar novas ações contra o regime. “Nós não estamos considerando nada, mas todas as opções estão na mesa”, disse o americano ao ser questionado se pensa em mandar tropas para a Venezuela.

O secretário-geral da OEA (Organização dos Estados Americanos), Luis Almagro, também divulgou uma mensagem de reconhecimento e felicitação a Guaidó. “Tem todo nosso reconhecimento para impulsionar o retorno do país à democracia”, postou em seu Twitter.

O governo brasileiro já tinha anunciado que não reconhecia a legitimidade do novo mandato de Maduro, que tomou posse no início do ano. Ele tinha sido reeleito em maio, em uma votação que ficou marcada por fraudes e por denúncias da oposição.

OE

No Responses

  1. Pingback: 안전바카라 23/06/2020
  2. Pingback: Ielts general practice test 01/08/2020
  3. Pingback: order weed online 03/08/2020
  4. Pingback: Personaldienstleister Pflege 11/08/2020
  5. Pingback: hd porn 28/08/2020
  6. Pingback: dang ky 188bet 28/08/2020
  7. Pingback: imitation cartier la dona watch 29/08/2020
  8. Pingback: Fake ids 01/09/2020
  9. Pingback: honda qq 02/09/2020
  10. Pingback: nha cai so de 07/09/2020
  11. Pingback: 메이저놀이터 11/09/2020
  12. Pingback: Coolsculpting 11/09/2020
  13. Pingback: cinematic video transitions hindi 15/09/2020
  14. Pingback: The Natural Penguin 23/09/2020
  15. Pingback: bitcoin era reviews 23/09/2020
  16. Pingback: tor search engine 2020 11/10/2020
  17. Pingback: Eureka Grand Manan 7 manuals 20/01/2021
  18. Pingback: DevSecOps 18/02/2021
  19. Pingback: sex tourism countries 31/03/2021
  20. Pingback: www.cheapfakewatches.org 07/04/2021
  21. Pingback: 안전공원 20/06/2021
  22. Pingback: 먹튀검증 23/06/2021