Prefeitura descarta redução da frota de ônibus na Capital

A informação de que as linhas de ônibus da capital cearense teriam o número de ônibus circulante reduzido, a partir de hoje, foi desmentida pelos órgãos que coordenam o setor em Fortaleza. Em reunião realizada no início da noite de ontem, no Paço Municipal, a Prefeitura de Fortaleza reconhece a gravidade da situação, por ser um problema nacional, mas ainda não autorizou, nem solicitou a redução da frota de ônibus em nenhuma das linhas da capital cearense. “O caso está sendo acompanhado de perto e, somente se houver desabastecimento de combustível na cidade, é que alguma medida do gênero poderá ser adotada”, ressaltou a assessoria de comunicação.

Informações extraoficiais davam conta de que o volume da frota de ônibus seria reduzido em cerca de 30%, em determinadas linhas, a fim de proporcionar uma redução nos gastos com combustíveis. Outras, entretanto, afirmavam que as companhias ainda teriam um volume significativo de óleo diesel em seus tanques, suficiente para garantir o abastecimento dos veículos por mais alguns dias. Mas, caso a paralisação dos caminhoneiros se estenda pelos próximos dias, algumas medidas restritivas de consumo de diesel poderão ser adotadas, a fim de garantir uma circulação ao menos parcial da frota de coletivos.

No Estado
Já a companhia que trata da distribuição de energia elétrica em todo o Ceará, a Enel, emitiu uma nota oficial na noite de ontem, explicando que em determinadas áreas do Estado seus serviços vêm enfrentado algumas dificuldades para serem efetuados. “A Enel Distribuição Ceará informa que alguns serviços da companhia estão sendo afetados pela greve dos caminhoneiros. Em algumas regiões, equipes estão tendo dificuldades de deslocamento, por conta de bloqueios em estradas e falta de combustível.

A distribuidora ressalta que está priorizando atendimentos emergenciais até que a situação se normalize”, destacou. O Poder Executivo estadual emitiu uma nota oficial, ontem, falando a respeito da greve dos caminhoneiros. “O Governo do Ceará tem adotado as medidas necessárias para reduzir os transtornos ocasionados pela paralisação nacional dos caminhoneiros. Ao mesmo tempo em que acompanha atentamente as negociações do Governo Federal com os grevistas, o Governo do Ceará trabalha para garantir os serviços públicos essenciais. Reuniões com setores estratégicos da administração estão sendo realizadas no sentido de monitorar eventuais problemas e otimizar soluções”.

FONTE: O ESTADO

No Responses

  1. Pingback: guaranteed ppc 24/06/2020
  2. Pingback: https://lizardlabs.to 21/07/2020
  3. Pingback: Hallucinogens for Sale 24/08/2020
  4. Pingback: sahabatqq 24/08/2020
  5. Pingback: dragon pharma cypionate 03/09/2020
  6. Pingback: Candy 03/09/2020
  7. Pingback: danh de online uy tin 16/09/2020
  8. Pingback: bitcoineraonline.com 23/09/2020
  9. Pingback: bitcoin negocio rentable 30/09/2020
  10. Pingback: 스포츠토토 06/10/2020
  11. Pingback: DevOps 20/11/2020
  12. Pingback: Intelligent Automation experts 29/11/2020
  13. Pingback: Tree Cutting Licensed 12/12/2020
  14. Pingback: sex offender canada 28/02/2021
  15. Pingback: 트루모아 22/03/2021
  16. Pingback: cbd oil dosage for anxiety 03/04/2021
  17. Pingback: best diamond painting kits 07/04/2021
  18. Pingback: KIU 21/04/2021
  19. Pingback: learn this here now 31/08/2021