Prefeitura de SP suspende volta de atividades de reforço em setembro

A Prefeitura de São Paulo suspendeu a volta de atividades de reforço em setembro. A decisão foi tomada depois que o órgão realizou um inquérito sorológico com crianças matriculadas na secretaria municipal de educação, entre 4 e 14 anos. Segundo a gestão Covas, a medida vale para escolas públicas e particulares da capital. 

O estudo revelou que 64,4% das crianças diagnosticadas com coronavírus são assintomáticas. As entrevistas da primeira fase do inquérito foram realizadas no período de 6 de agosto a 10 de agosto desse ano e divulgadas nesta terça-feira (18) pela administração municipal.

De acordo com o levantamento, a prevalência geral da covid-19 nos escolares foi de 16,1% em mais de um milhão de alunos. “É um número muito representativo”, afirmou Edson Aparecido, secretário municipal de saúde. Nos escolares de 4 a 5 anos, a prevalência foi de 16,5%, na faixa de 6 a 10 anos, 16,2% e entre os escolares de 11 a 14 anos, 15,4%. “É muito pequena a diferença de prevalência os escolares quando comparados os três estratos dos alunos”, disse o secretário.

R7