Deputadas apontam diagnóstico precoce para detectar câncer infantojuvenil

O Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) estima, para 2018, 12.500 casos de câncer em crianças e adolescentes no Brasil. Nesse cenário, o Nordeste ocupa o 2º lugar, com previsão de 2.900 casos. Para enfrentar esses quadro, o diagnóstico precoce e o acesso rápido ao tratamento qualificado são imprescindíveis.

O alerta é de parlamentares da Assembleia Legislativa do Ceará, no Dia Estadual de Combate ao Câncer Infantojuvenil, 23 de novembro. A data, instituída em lei criada na AL em 2008, converge com a nacional e busca a sensibilização sobre a questão de saúde pública que afeta crianças e jovens.

Informação
Para a deputada Rachel Marques (PT), prevenção e informação são essenciais quando se fala em câncer e, especialmente, nos casos infantojuvenis. A parlamentar afirma que campanhas de conscientização e sensibilização sobre o tema são muito importantes, pois muitas vezes há desconhecimento sobre o aparecimento dos primeiros sinais. “São informações que precisam ser difundidas entre as famílias, para que possam identificar precocemente”, assinala.

A deputada também aponta a ação do Poder Público em oferecer tratamento de forma rápida e decisiva no processo de cura e na qualidade de vida das crianças e adolescentes que têm câncer e precisam enfrentar a doença. Segundo o Inca, o câncer é a principal causa de morte por doenças em crianças e adolescentes no Brasil.

Alerta
A deputada Fernanda Pessoa (PSDB) afirma que o crescimento de casos de câncer em crianças nos últimos anos acende um sinal de alerta e, no mês que acolhe data de combate à doença, é necessário lançar luz a essa questão. A parlamentar cita o trabalho do Hospital Infantil Albert Sabin, localizado em Fortaleza, como referência no tratamento do câncer infantojuvenil, resultado da dedicação dos profissionais da medicina, enfermagem e gestão.

Combate
Fernanda Pessoa pontua a importância de mais políticas públicas para que todos tenham acesso ao tratamento e ao diagnóstico precoce e afirma que o trabalho de mandato dela tem fortalecido essa corrente, com projetos para aumentar a capacidade de números de biópsia para detectar câncer de mama e próstata, assim como a perspectiva de que isso seja ampliado para outros tipos da doença. A deputada é autora da Lei 15.669, de 2014, que institui 27 de novembro como o Dia Estadual do Combate ao Câncer no Ceará.

Com informações da AL

No Responses

  1. Pingback: best slow juicer reviews 27/02/2020
  2. Pingback: 조커바카라사이트 03/03/2020
  3. Pingback: 카지노쿠폰 09/03/2020