Comércio abrirá de 8h às 17h e lockdown será adotado aos finais de semana, informa novo decreto em Quixeramobim

Em decreto publicado no início da tarde desta segunda-feira, 12, a Prefeitura de Quixeramobim, no Sertão Central, liberou o funcionamento do comércio das 8h às 17h, com exceção dos finais de semana, quando será adotado o lockdown e permitida, somente, a abertura dos serviços essenciais.

Conforme a publicação, os estabelecimentos comerciais devem limitar a capacidade de atendimento simultâneo em 25%. A medida abrange o comércio de rua e serviços, envolvendo, inclusive, restaurantes.

O decreto aborda, ainda, que restaurantes de hotéis, pousadas e congêneres poderão funcionar, de segunda a sexta-feira, das 17h às 20h, bem como aos sábados e domingos, “desde que exclusivamente para o atendimento de hóspedes”.

Recomendação para restaurantes e hotéis:

  • Proibição de festas de qualquer tipo;
  • disponibilização de música ambiente, inclusive com músicos, vedados espaços para dança e qualquer outra atividade que caracterize festas; e
  • limitação de seis pessoas por mesa, além do que: limitação do atendimento a consumo no local ou viagem, sem permitir pessoas em pé, inclusive na calçada.

Recomendação para hotéis, pousadas e afins:

  • limitação do uso dos apartamentos e quartos ao máximo de 03 adultos ou 02 adultos com 03 crianças; e
  • proibição de festas de qualquer tipo.

A cidade adotará o toque de recolher das 20h às 5h, todos os dias, sendo permitido o serviço de entrega – delivery – nesse período.

Seguem proibidas a realização de festas de qualquer natureza, aglomeração e circulação de pessoas em espaços públicos ou privados, além da abertura de academias, parques aquáticos, cinemas, museus e teatros.

Igrejas e escolas

Sobre as igrejas, o decreto autoriza que os templos possam realizar celebrações com somente 10% do limite total de pessoas que o local permite. No entanto, recomenda que as atividades continuem acontecendo de forma exclusivamente virtual.

Em relação às escolas, estão autorizadas as aulas presenciais para as crianças de 4 e 5 anos da Educação Infantil e para o 1º e 2º ano do Ensino Fundamental, observada a limitação de 35% da capacidade.

Confira o decreto completo clicando AQUI.

Repórter Ceará (Foto: Lucas Albuquerque/Arquivo/SMC)