CE utiliza metade da capacidade de seus mamógrafos

| OUTUBRO ROSA | Segundo o médico Luiz Porto, cada um dos 80 aparelhos da rede pública ou conveniada pode realizar até 880 exames mensais.

O Ceará tem uma rede de atendimento para realização de mamografia que é subutilizada. São 80 mamógrafos da rede pública ou privada conveniada, cada equipamento com capacidade para realizar até 880 exames mensais caso o funcionamento se dê nos dois turnos e se considerados somente os dias úteis. Esse é o levantamento apresentado pelo médico Luiz Porto, mastologista e professor da Universidade Federal do Ceará (UFC), que conclui que cerca de 50% da oferta é requerida.

 

No Estado, são 1,405 milhão de mulheres com 40 anos ou mais, conforme o IBGE.

 

O mamógrafo do Centro Regional Integrado de Oncologia (Crio), por exemplo, tem uso diário médio de 20 exames. A capacidade de é fazer o dobro, 40. “O que nos chama a atenção é que a quantidade de mulheres que procuram o serviço é aquém da capacidade. A busca por mamografia é muito baixa, embora haja uma certa insatisfação com a Rede de Atenção Primária”, afirmou Luiz Porto, em coletiva, na manhã de ontem, na sede do Crio, no bairro Álvaro Weyne.

 

A baixa quantidade de exames apontada pelo mastologista tem duas razões principais. A primeira é a centralização dos mamógrafos em cidades com alta densidade populacional embora presentes em todas as regiões do Estado e a segunda, o medo de descobrir a doença. “Temos mamógrafos suficientes. Na Região do Cariri (no sul do Estado) e em Crateús (a 359 km de Fortaleza), por exemplo, temos uma boa cobertura. Mas a mulher tem medo da palavra câncer. Aquela frase ‘quem procura, acha’ tem força nesse momento”, diz o médico.

 

Um estudo da Sociedade Brasileira de Mastologia em parceria com a Rede Brasileira de Pesquisa em Mastologia concluiu que o percentual de cobertura mamográfica de 2017 nas mulheres entre 50 e 69 anos atendidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é o menor dos últimos cinco anos. Eram esperadas 11,5 milhões de mamografias. Foram realizadas 2,7 milhões. Uma cobertura de 24,1%, bem abaixo dos 70% recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

 

No Brasil, a SBM, o Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem  (CBR) e a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) recomendam a mamografia anual para as mulheres a partir dos 40 anos. Já o Ministério da Saúde (MS) preconiza o rastreamento bianual a partir dos 50 anos.

 

A exceção é para mulheres com casos da doença em parentescos de até segundo grau. De acordo com Luiz Porto, para quem tem mães, irmãs ou avós com câncer de mama, é preciso começar a realizar o exame mais cedo, entre 30 e 35 anos.

 

Na rede da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) há 19 policlínicas regionais que devem facilitar o acesso das mulheres à mamografia, sem precisar que elas se desloquem para a Capital ou outras regiões mais distantes de casa.

 

Neste ano, até junho, 21.497 mamografias foram realizadas nas 19 policlínicas regionais, segundo a Sesa. O acesso ao atendimento é por meio da Central de Regulação, sendo as pacientes encaminhadas pelas unidades básicas de saúde do município onde residem. Ainda na rede da Sesa, há o Instituto de Prevenção do Câncer (IPC), unidade secundária que atende pacientes encaminhadas pelas unidades básicas de saúde. Neste ano, até 25 de setembro, 4.105 mamografias tinham sido realizadas no IPC.

Clébia Bezerra e Aglaís Rodrigues são mulheres vitoriosas. A pedagoga aposentada foi o 4º caso de câncer na família. Perdeu três irmãs para a doença. “As três não resistiram cinco anos. Já estou há 18 anos operada”. A descoberta foi pelo autoexame. Aglaís também descobriu a doença fazendo exames de rotina. “Por isso é tão importante a gente fazer o autoexame e se cuidar”. A cirurgia completou, em 2018, 26 anos. “Estou curada”.

 

REDE 

 

As policlínicas regionais estão em Acaraú, Aracati, Barbalha, Baturité, Brejo Santo, Camocim, Campos Sales, Caucaia, Crateús, Icó, Iguatu, Itapipoca, Limoeiro do Norte, Pacajus, Quixadá, Russas, Tauá, Tianguá e Sobral.

Fonte: www.opovo.com.br

No Responses

  1. Pingback: meja365 04/07/2020
  2. Pingback: keto review 01/08/2020
  3. Pingback: 출장녀 07/08/2020
  4. Pingback: artistreewoodart.com 09/08/2020
  5. Pingback: Replica watches rolex imitation 31/08/2020
  6. Pingback: lo de 01/09/2020
  7. Pingback: w88 21/09/2020
  8. Pingback: tor onion addresses browser 11/10/2020
  9. Pingback: porn movie 18/10/2020
  10. Pingback: nam mo thay gay rang 08/11/2020
  11. Pingback: Functional Testing Framework 27/11/2020
  12. Pingback: DevOps Consulting 15/01/2021
  13. Pingback: Altronix Sav9D manuals 23/01/2021
  14. Pingback: Digital transformation companies 05/02/2021
  15. Pingback: devops outsourcing areas 10/02/2021
  16. Pingback: juknis tpg kemenag 2021/2022 28/02/2021
  17. Pingback: ks pod 26/03/2021
  18. Pingback: rolex replicas swiss made 29/06/2021