23% dos agricultores do Ceará nunca frequentaram escola

Censo agropecuário mostra que maior parte dos produtores do campo do Ceará são homens com idade entre 30 e 60 anos.

O Dia do Agricultor, celebrado no último sábado (28), traz a lembrança da baixa escolaridade dos trabalhadores do campo no Ceará: 23,92% deles nunca frequentaram uma escola. São 94 mil profissionais do agronegócio sem nível de escolaridade, conforme o Censo Agropecuário, divulgado nesta semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A dificuldade em ir para escola é comum é muitos agricultores do Ceará; a histórica de José Raimundo Sousa, de Canindé, é compartilhada por muitos colegas: “a gente tinha que trabalhar desde cedo, ajudar os pais na roça, nunca tive tempo para estudar”, conta. A oportunidade que ele não teve agora é dada aos filhos.

“Todo nosso esforço é pra dar pros filhos o que a gente não teve. Graças a Deus a gente conseguiu deixar todos matriculados na escola, eles vão todos os dias, a gente não deixar faltar.”

Ainda conforme o estudo, 37 agricultores do Ceará 37 mil (9,4%) trabalhadores do campo no Ceará concluíram o ensino médio; 7,2 mil são graduados.

Escolaridade do produtor do campo no Ceará
Fonte: IBGE

Homem substituído pela máquina

A pesquisa revela a redução no número de trabalhadores nas propriedades, enquanto cresce o de máquinas, num processo de substituição do homem por equipamentos tecnológicos. “Conforme há uma mecanização dos processos, o número de pessoal ocupado vai diminuindo, assim como ocorreu em outros setores”, explica Antonio Florido, coordenador do Censo.

Em 11 anos, os ocupados nos estabelecimentos agropecuários em todo o Brasil diminuíram em 1,5 milhão de pessoas. No ano passado, eram 15 milhões de trabalhadores nessas propriedades.

Já o número de tratores cresceu 49,7% no período, totalizando 1,22 milhão de unidades em 2017. Os estados da região Norte lideraram a alta. Amapá e Roraima tiveram crescimento de 304% e 293% no número de tratores existentes nas propriedades entre 2006 e 2017.

Homem pardo de meia idade

O perfil médio do agricultor cearense é de pessoas do sexo masculino, pardo e de idade entre 30 e 60 anos, conforme o Censo Agropecuário do IBGE.

Os homens representam 79% dos trabalhadores do campo. Apesar de serem maioria, essa diferença reduziu ao longo das últimas décadas. Em 1975, eles eram mais de 95% do total de profissionais rurais no Ceará.

Cor ou etnia do produtor rural do Ceará
(Conforme classificações definidas pelo IBGE)
Fonte: IBGE
Perfil do produtor do campo no Ceará por idade
Fonte: http://blogdoferreirajunior.com.br/

No Responses

  1. Pingback: winnipeg used cars 17/06/2020
  2. Pingback: How To Use Wealthy Affiliate 2020 14/07/2020
  3. Pingback: CBD Juice 23/08/2020
  4. Pingback: Best CBD Gummies 24/08/2020
  5. Pingback: Coolsculpting 11/09/2020
  6. Pingback: bitcoin evolution 01/10/2020
  7. Pingback: cbd oil costs 13/11/2020
  8. Pingback: digital transformation agency 27/11/2020
  9. Pingback: fake watches 29/12/2020
  10. Pingback: cbd for anxiety 02/01/2021
  11. Pingback: Polaris Engine manuals 18/01/2021
  12. Pingback: CI-CD 17/02/2021
  13. Pingback: plumbing contractor Spring Hope 14/03/2021
  14. Pingback: solid sex doll 02/04/2021
  15. Pingback: great dumps shop 05/06/2021
  16. Pingback: 안전공원 21/06/2021
  17. Pingback: 5d diamond painting 24/06/2021
  18. Pingback: exchange online fiyat 26/06/2021
  19. Pingback: benelli nova tactical 17/07/2021
  20. Pingback: hackear whatsapp 24/07/2021
  21. Pingback: Guns for sale 30/09/2021