Policiais presos durante motim passam por audiência de custódia nesta quinta

Na manhã desta quinta-feira (27), os 43 policiais militares presos por deserção, quando ocorre abandono de serviço, passam por audiência de custódia, na Vara Única e Privativa de Audiências de Custódia, localizada no Centro da Capital. De acordo com o Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE), os PMs se apresentam em grupos de cinco. A audiência irá definir se eles continuam presos ou serão liberados.

Lucas Moura

No total, foram 47 o número de militares presos desde o começo da paralisação de grupos dos agentes de segurança no Ceará. Além dos 43 detidos por ausência no serviço, outros 3 foram presos em flagrante por participação no motim e 1 por ter incendiado um veículo no Crato. O trio capturado no dia 18 de fevereiro estavam “secando os pneus de uma viatura da PMCE. Os militares estavam armados no momento das prisões”, informou a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

De acordo com a SSPDS, 38 dos 47 agentes presos se apresentaram epontaneamente e outros cinco foram detidos. Além destes, há outros cinco que justificaram suas ausências no trabalho e foram liberados em seguida.

Os militares presos estão “”isolados e sem contato com presos comuns no sistema penitenciário do Estado”. A decisão “segue as regras do artigo 295 do Código de Processo Penal”.

OE

Participe, envie sua notícia direto para o nosso Whatsapp.
Powered by