Pesquisador Zuza Homem de Mello morre aos 87 anos em São Paulo

O pesquisador musical e jornalista paulistano José Eduardo Homem de Mello -mais conhecido como Zuza- morreu em São Paulo enquanto dormia na madrugada deste domingo (4), por um infarto agudo do miocárdio. Ele tinha 87 anos. Segundo a família, Zuza havia passado o sábado (3) comemorando com a mulher, Ercilia Lobo, seus novos projetos, como a biografia do músico João Gilberto, que havia finalizado recentemente, e a série “Muito Prazer Meu Primeiro Disco”, com o Sesc São Paulo -o primeiro episódio, com Gilberto Gil, saiu neste sábado. Nos anos 1950, Zuza, que era contrabaixista e amante do jazz, foi para os Estados Unidos estudar música em Massachusetts e em Nova York, onde frequentou clubes do gênero e assistiu de perto a apresentações de ícones como Duke Ellington, Billie Holiday, Miles Davis, Thelonious Monk e John Coltrane. O musicólogo marcou a história da música nacional por trabalhos com nomes como Elis Regina, Milton Nascimento, Elizeth Cardoso e Jacob do Bandolim.
Ele também escreveu obras importantes sobre a música brasileira, dentre eles “A Era dos Festivais – Uma Parábola” (2003) e “Copacabana” (2017), além de publicar “Música com Z: artigos, reportagens e entrevistas” (2014), que reuniu textos escritos por ele entre 1957 e 2014. Em 2019, o documentário Zuza Homem de Jazz, sobre sua trajetória como músico, técnico de som e pesquisador, foi lançado. Filmado em São Paulo, Rio de Janeiro e Nova York, tem direção de Janaína Dalri. Segundo a família, o velório será restrito a família e amigos por causa da pandemia. Nas redes sociais, amigos e colegas de profissão lamentaram sua morte. O cantor Gilberto Gil, que participou do primeiro episódio do novo programa de Zuza com o Sesc São Paulo, “Muito Prazer Meu Primeiro Disco”, que foi ao ar neste sábado (3), publicou sua mensagem no Twitter. “Sinto muito pela passagem de Zuza Homem de Mello, pesquisador, crítico e jornalista musical, com quem estive recentemente para a gravação do programa “Muito Prazer, Meu Primeiro Disco”, do qual ele foi curador. Descanse em paz.”

Participe, envie sua notícia direto para o nosso Whatsapp.
Powered by