Nutricionista do DSAS destaca hábitos saudáveis na prevenção de câncer de mama

A chegada do mês de outubro deu início à campanha Outubro Rosa, movimento internacional que existe desde os anos 90 com o objetivo de alertar a sociedade para o diagnóstico precoce do câncer de mama.

Chefe da Célula de Nutrição do Departamento de Saúde e Assistência Social da Assembleia Legislativa, Gisele Pacheco chama a atenção para hábitos que podem ajudar na prevenção à doença.

Segundo a especialista, seguir uma rotina saudável, associada a uma alimentação equilibrada, pode reduzir o risco de desenvolver o câncer de mama. “A nutrição é uma aliada no combate à doença. A minha dica é manter sempre o peso adequado, alimentar-se de forma mais natural  possível, evitando o uso de alimentos industrializados”, orienta.

Gisele Pacheco alerta ainda que mulheres acima do peso ideal têm mais chances de desenvolver determinados tipos de câncer, devido ao excesso de gordura no corpo, que causa processos inflamatórios e aumenta a produção de hormônios que podem gerar danos às células, provocando ou acelerando o surgimento da doença.

“Consumir frutas, verduras, legumes, cereais integrais e manter uma rotina de exercícios e ingestão adequada de água são fundamentais. A alimentação saudável aliada ao exercício físico ajuda a manter o peso corporal adequado e a prevenir não apenas o câncer, mas também outras doenças”, aponta.

Conforme informações da Organização Mundial de Saúde (OMS), o câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres e registra, anualmente, 1,38 milhões de novos casos e 458 mil mortes. O movimento Outubro Rosa foi criado em 1990 pela Fundação Susan G. Komen for the Cure, dos Estados Unidos, com o objetivo de reduzir esses números. O movimento chegou ao Brasil em 2002 e, no Ceará, em 2008.
PE/LF/

AL

Participe, envie sua notícia direto para o nosso Whatsapp.
Powered by