Número de atentados diminui, mas a insegurança ainda é real no Estado.

Mesmo com todos os esforços que têm sido realizados pelo Governo do Ceará, com o apoio da Força Nacional de Segurança, e de ter havido uma diminuição no volume de ocorrências, criminosos continuam atuando na Capital e interior. Ontem, novos ataques foram realizados durante a madrugada, com a explosão de bombas caseiras em um posto de combustível, além de bandidos terem incendiado um ônibus e um caminhão no Estado.

Desde o dia dois deste mês, uma série de atentados contra veículos, prédios públicos e equipamentos de infraestrutura (como viadutos, pontes, antenas de telefonia móvel e torres de transmissão de energia) foi registrada em inúmeros municípios cearenses. As suspeitas da Polícia investigam o envolvimento do crime organizado, e que as ordens teriam partido de dentro dos presídios, por causa das medidas de endurecimento das operações no interior das unidades prisionais do Estado.

Os crimes
De acordo com informações da Polícia, o posto incendiado localiza-se na CE-065, em Maracanaú. Na noite de sábado, indivíduos não identificados jogaram coquetéis molotov em uma bomba de combustível e fugiram logo em seguida. O incêndio foi controlado por funcionários do posto, e ninguém ficou ferido. Na mesma noite, um ônibus do transporte coletivo foi incendiado na periferia de Fortaleza, depois de um criminoso armado ter feito sinal e obrigado os passageiros e motorista a descerem.

Já na madrugada de ontem, bandidos colocaram fogo em um caminhão que estava parado no galpão de uma empresa de coleta de lixo, no município de Eusébio. De acordo com o último balanço divulgado no fim de semana, cerca de 400 suspeitos de envolvimento nos atos de violência já foram detidas, informou o documento liberados pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social.

Desde que a onda de ataques começou, o governador Camilo Santana anunciou um pacote de medidas para combater o crime organizado, como a convocação de policiais militares da reserva para reforçar o policiamento e o pagamento de recompensa a quem der pistas que levem à elucidação de crimes. O Estado também recebeu cerca de 400 homens da Força Nacional no início do mês, para policiamento ostensivo e vigilância de presídios, e pediu novos reforços ao ministro da Justiça, Sérgio Moro, durante agenda do governador em Brasília, na semana passada.

Da redação/OE.

No Responses

  1. Pingback: 카지노사이트 26/02/2020
  2. Pingback: judi bola 29/02/2020
  3. Pingback: faux Best Swiss Bvlgari Replicas 01/03/2020
  4. Pingback: porn 02/03/2020
  5. Pingback: kalpa pharma injectables 09/06/2020
  6. Pingback: swiss made watch replica 20/07/2020
  7. Pingback: Guns for Sale 24/08/2020
  8. Pingback: Buy fake ids 02/09/2020
  9. Pingback: hondaqq 02/09/2020
Participe, envie sua notícia direto para o nosso Whatsapp.
Powered by