Motoboy vítima de racismo ganha moto e já tem mais de 1 milhão de seguidores nas redes

Matheus Pires foi vítima de racismo em um condomínio no interior de São Paulo; grupo tenta arrecadar R$ 150 mil para ajudá-lo.

Motoboy Matheus Pires ganhou uma moto
Motoboy Matheus Pires ganhou uma moto – Reprodução Instagram

São Paulo – Matheus Pires foi vítima de racismo ao fazer uma entrega em um condomínio em Valinhos, no interior de São Paulo, nesta sexta-feira, e assim se tornou personagem de uma notícia triste. No entanto, o humorista Matheus Ceará e o grupo Razões para Acreditar estão agindo para que o entregador também seja o foco de notícias boas.
O comediante do SBT presenteou seu chará com uma moto nesta sexta mesmo por ter se sensibilizado com o fato. “Nós é ligeiro ou não é?”, comentou ao relatar nos stories do Instagram que já tinha encontrado o motoboy. “Não é uma moto igual a que o Luciano Huck vai dar”, brincou Douglas Nascimento. “Eu estou dando a moto para o moleque trabalhar e o Luciano Huck tem que dar a moto para ele de passeio”, provocou Matheus Ceará.

Matheus Pires, agradeceu pela atitude dos artistas, às mensagens de apoio que recebeu, aos motoboys de Valinhos e aos seus novos seguidores na rede social. “Realmente, saber que as pessoas dão valor aos motoboys foi muito bom.” Ele já ultrapassou a marca de 1 milhão de seguidores em seu Instagram.
A vaquinha para arrecadar R$ 150 mil para Matheus Pires foi criada pelo grupo Razões para Acreditar e, até a publicação desta reportagem, já alcançou R$ 115.468,00 com contribuições de 2.298 apoiadores.

  • O DIA
Participe, envie sua notícia direto para o nosso Whatsapp.
Powered by