Morre, aos 90 anos, Vicente Arruda, ex-deputado federal

Morreu na madrugada desta terça-feira, aos 90 anos, o ex-deputado federal Vicente Arruda. Vicente concorreu, pela primeira vez, à Câmara Federal, em 1994, pelo PSDB. Vicente se reelegeu, também, pelo PSDB, em 1998,  2002 e 2006. Em 2010, Vicente se transferiu para o PR, teve passagem pelo PROS e, em 2018, de volta ao PR, ensaiou uma nova candidatura, mas teve o registro negado pela Justiça Eleitoral.

O ex-parlamentar iniciou sua caminhada na política no pleito de 1994, onde obteve 43.549 votos e foi eleito como deputado federal pelo estado do Ceará pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Na campanha de 1998 Vicente foi reeleito somando 75.015 votos e prosseguindo como representante do Ceará em Brasília. Já em 2002 ele teve 110.183 votos e, por fim, em sua última corrida eleitoral, no ano de 2006, ele somou 113.700 votos. No total, Vicente Arruda permaneceu por 12 anos atuando na Câmara dos deputados.

O velório do ex-deputado será na Funerária Ethernus a partir das 10:00.  Endereço: Rua Padre Valdevino, 1688 – Aldeota, Fortaleza – CE, 60135-041

Homenagem na AL

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Romeu Aldigueri (PDT) proferiu palavras de homenagem e gratidão pela vida de seu tio Vicente Arruda. Inicialmente o parlamentar solicitou um minuto de silêncio pelo falecimento do tio. Após o momento de reflexão, Aldigueri tomou a palavra para falar sobre a trajetória de Vicente Arruda destacando suas conquistas no ambiente jurídico:

Vicente Arruda é um dos maiores juristas que esse país já teve. Ele passou em primeiro lugar na faculdade, nota 10, depois passou em primeiro lugar no concurso para o Ministério Público. Foi para o estada da Guanabara, lá passou em concurso do INSS, foi consultor geral da Previdência Social. Um dos maiores na área jurídica!

Na sequência, o deputado Romeu saudou a cidade Granja, no interior do Ceará, município de onde emergiu Vicente Arruda. “Hoje Granja perde o seu mais ilustre filho vivo. Queria aqui me solidarizar com todos os 54 mil granjenses”, disse Aldigueri.

O deputado pedetista ainda destacou a ousadia do tio em entrar na vida pública aos 64 anos, quando já tinha tido uma vida bastante vitoriosa e decidiu candidatar-se à uma cadeira na Câmara Federal em Brasília. Agradecido pelo apoio dos colegas parlamentares, Romeu finalizou: “É um exemplo de ser humano, exemplo de vida pública. Deixa hoje Granja órfã, que nossa Granja e toda região norte possa evoluir a partir de todos os ensinamentos do meu tio”

CEARÁ AGORA

Participe, envie sua notícia direto para o nosso Whatsapp.
Powered by