Mais de 820 mil pessoas renegociaram com bancos

Mais de 820 mil pessoas procuraram os bancos entre os dias 2 e 6 de dezembro para negociar suas dívidas na 1ª Semana Nacional de Negociação e Orientação Financeira, e receberam orientação de educação financeira, para evitar o superendividamento. O mega mutirão foi a primeira iniciativa de um acordo de cooperação técnica assinado entre a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e o Banco Central (BC) para desenvolver ações coordenadas de educação financeira.


Durante a iniciativa, 329 agências bancárias de todo o Brasil funcionaram até às 20 horas oferecendo orientação financeira a clientes e a possibilidade de negociar dívidas em atraso. “A ação foi um sucesso. O volume de pessoas que foram até os bancos interessadas em negociar suas dívidas foi 59% maior do que a média para o período”, diz Fabio Moraes, diretor de Educação Profissional e Financeira da Febraban.


O volume total negociado foi de R$ 4,5 bilhões, montante, em média, 62% maior do que o registrado em uma semana padrão. Uma das explicações para o sucesso da ação foram as condições oferecidas pelos bancos: desconto médio de 65% e prazo longo para pagamento da dívida, 58 parcelas.


Os resultados alcançados foram considerados tão positivos que algumas instituições como Banco BV, Banco do Brasil, Bradesco, Caixa, Itaú e Santander estenderam a realização do mutirão até o final de dezembro. Nesta segunda fase, toda a rede bancária das instituições foi envolvida, praticamente em todos os canais e no horário normal de atendimento – com exceção do Banco BV, que participa da ação somente pelos canais digitais.
As condições são as mesmas daquelas oferecidas durante a Semana de Negociação e Orientação Financeira. Os clientes podem se informar pelos canais oficiais das instituições financeiras e nas agências bancárias.

Redação/OE

Participe, envie sua notícia direto para o nosso Whatsapp.
Powered by