Governador do Ceará cancela desconto em folha de pagamento repassado a associações de policiais

A determinação atinge cinco associações que foram citadas pelo Ministério Público do Estado como mobilizadoras de movimentos da categoria.

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), determinou, nesta quarta-feira (19), o cancelamento do desconto de verba na folha de pagamento dos policiais e bombeiros militares destinado às cinco associações citadas pelo Ministério Público do Estado (MPCE)como mobilizadoras de movimentos da categoria.

Batalhões da Polícia Militar do Ceará foram atacados por grupos de encapuzados e mascarados na madrugada desta quarta-feira (19). Eles levaram carros da polícia e furaram, rasgaram e esvaziaram pneus de veículos oficiais e particulares. Parte dos policiais e bombeiros militares têm organizado, desde o início de fevereiro, atos reivindicando melhoria salarial. Nesta segunda-feira (17), a Justiça proibiu essas manifestações. Também ficou decidido que policiais podem ser presos se participarem desses atos.

G1 está buscando contato com as associações citadas. As respostas serão acrescentadas a esta matéria.

A decisão do governador sobre a verba para as associações foi anunciada no mesmo dia em que os deputados estaduais oficializaram o pedido de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os repasses milionários às entidades.

Fazem parte da medida a Associação dos Profissionais de Segurança (APS), a Associação dos Praças do Estado do Ceará (Aspra-CE), a Associação de Praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (Aspramece), a Associação dos Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado (Assof) e a Associação Beneficente de Subtenentes e Sargentos (ABSS).

Nos últimos seis anos, elas receberam R$ 66,1 milhões a partir do desconto na folha de pagamento dos servidores. No total, 12 associações recebem a verba, autorizada pela categoria, com montante acima de R$ 120 milhões.

G1

–:–/–:–

Participe, envie sua notícia direto para o nosso Whatsapp.
Powered by