Gilmar Mendes será relator de queixa contra Eduardo Bolsonaro por fala sobre AI-5

O ministro Gilmar Mendes foi sorteado relator de uma notícia-crime protocolada no STF (Supremo Tribunal Federal) por parlamentares da oposição que querem que o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) seja processado por causa da declaração sobre um novo AI-5.

A representação foi levada ao Supremo na última quinta-feira (31) e foi distribuída para o ministro Gilmar, por meio de sorteio eletrônico, nesta segunda (4).

Ela é assinada por 17 deputados e um senador de partidos como PSOL, PT, PC do B e PSB.

Declaração
Na segunda-feira da semana passada, Eduardo disse, em entrevista à jornalista Leda Nagle, que, se a esquerda radicalizar, a resposta pode ser a edição de um novo AI-5, ato de 1968 que marcou o início do período mais duro da ditadura militar (1964-1985).

“Se a esquerda radicalizar a esse ponto, a gente vai precisar ter uma resposta, e uma resposta, ela pode ser via um novo AI-5, pode ser via uma legislação aprovada através de um plebiscito, como ocorreu na Itália. Alguma resposta vai ter que ser dada”, disse o filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Reação
“A declaração do deputado federal Eduardo Bolsonaro é extremamente grave e atenta contra a Constituição, o ordenamento vigente e diversos tratados e acordos internacionais que o país se comprometeu a observar”, afirmam os parlamentares na representação. Eles destacam que a fala de Eduardo foi repudiada por diversos líderes partidários e entidades da sociedade civil.

Depois da polêmica, Eduardo disse que sua declaração foi infeliz. Além do pedido no STF para que o deputado seja denunciado criminalmente e responda a ação penal, a oposição acionou o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara para processá-lo.

Imunidade
A discussão no Supremo deve se dar em torno da questão do alcance da imunidade parlamentar, argumento já invocado pelo presidente para defender seu filho. “Punição, só se for perseguição política. Não acredito que isso aconteça, porque abre brecha para punir qualquer parlamentar por suas opiniões. O parlamentar tem que ter imunidade do artigo 53 para defender o que bem entender. Se lá na frente a população acha que ele não foi bem, não vote mais nele”, disse Bolsonaro no sábado (2).

No Responses

  1. Pingback: Furnace Repairs 07/03/2020
  2. Pingback: Types Of Fishing Poles 12/06/2020
  3. Pingback: guaranteed ppc reviews 24/06/2020
  4. Pingback: corey zieman 25/06/2020
  5. Pingback: Best Drones For Kids 11/07/2020
  6. Pingback: replica Gmt Rolex Watches 16/07/2020
  7. Pingback: piaget watches replica 19/07/2020
  8. Pingback: cash-bitcoin.com 05/08/2020
  9. Pingback: กู้เงิน 05/08/2020
  10. Pingback: keluaran hk 06/08/2020
  11. Pingback: 출장업소 08/08/2020
  12. Pingback: CBD Gummies for sleep 24/08/2020
  13. Pingback: thu ki nong bong 06/09/2020
  14. Pingback: Eddie Frenay 07/09/2020
  15. Pingback: address 17/09/2020
  16. Pingback: replika for pc 18/09/2020
  17. Pingback: sex 18/09/2020
  18. Pingback: pinewswire.net 23/09/2020
  19. Pingback: regression testing 18/12/2020
  20. Pingback: replica watch 22/12/2020
  21. Pingback: Sexy chemical 28/12/2020
  22. Pingback: Powertap G3C manuals 21/01/2021
  23. Pingback: Digital transformation 03/02/2021
Participe, envie sua notícia direto para o nosso Whatsapp.
Powered by