Credibilidade dos veículos de Comunicação cresce com as fake news nas redes sociais

O avanço da tecnologia facilitou a busca por informações que, anteriormente, não seria possível. Em tempo real, podemos saber o que acontece do outro lado mundo. A informação muda uma sociedade. Com a globalização, veio também a propagação de informações falsas, que são chamadas de fake news. Elas são repassadas por meio de mensagens nas redes sociais como Facebook e WhatsApp. Muitas vezes, são divulgadas intencionalmente para distorcer algum fato ou em benefício de algum indivíduo.


Não é de hoje que a tal prática é realizada. Casos de notícias falsas já aconteciam no passado, mas não tinham tanta repercussão. Isso mudou com a chegada da internet, que facilitou a criação e divulgação de informações sem nenhuma veracidade. O pior é que, agora, todos internautas “se acham” jornalistas e compartilham o que recebem, sem checar se é realmente fato. A liberdade de opinião e de pensamento não dá o direito a nenhum cidadão a divulgar notícias falsas que possam prejudicar a moral de determinados pessoas. Esse tipo de comportamento pode se caracterizar um crime.


Com a contaminação de conteúdos falsos nas redes sociais, os canais de Comunicação têm um papel muito importante nesta era de informação globalizada. Jornalistas são obrigados a terem cuidado redobrado, checando cada vez mais as informações, consultando inúmeras fontes.
Para não cair nessa armadilha das redes socais, não se deve compartilhar conteúdos antes de verificar se são verdadeiros nas ferramentas dos veículos de Comunicação existente no País. Se uma notícia é verdadeira, vários canais de Comunicação a publicarão. Antes de compartilhar, faça uma breve pesquisa e analise essa questão. Nesse momento, leia as várias versões de um mesmo assunto para ter a sua opinião sobre.
Na opinião do jornalista e professor Ronaldo Salgado, todos os veículos e profissionais de imprensa teriam de se unir para combater as fake news. “Eu acho que todas as empresas, em conjunto com os profissionais de imprensa, devem se unir contra esse instituto”.


Em tempo de pandemia, dezenas de lives debateram quais os impactos das fake news na política, no Jornalismo e na sociedade. Esse tema foi bastante discutido diante da infinidade de notícias falsas compartilhadas durante este período de isolamento social. É preocupação geral de todos por causa da aproximação do período eleitoral, que nos faz relembrar o que aconteceu nas eleições de 2018.


O debate sobre falsas notícias não acontece só em âmbito nacional, mas também mundial, tendo grande repercussão nas questões internas de vários países. Podemos citar as eleições americanas, de 2016, quando houve denúncia de contratação de empresas para divulgação de matérias inverídicas contra candidatos concorrentes à presidência dos Estados Unidos. Até hoje, existe uma investigação de que robôs disseminaram nas redes sociais notícias contra candidatos concorrentes do presidente Trump. Afirma-se que isso influenciou muito para sua vitória. Na época, os grandes veículos. como o New York Times e a Fox News, se recusaram a divulgar variadas informações da campanha eleitoral que estava sendo viralizada na internet por falta de confirmação dos fatos. Esta decisão é que confirma a credibilidade da imprensa.

OE

Participe, envie sua notícia direto para o nosso Whatsapp.
Powered by