Covid-19 pode causar lesões roxas nos dedos, aponta estudo

Estudos publicados em diferentes revistas científicas apontam que a covid-19 pode causar sintomas na pele. O mais abrangente deles analisa casos de 375 pacientes com suspeita ou diagnóstico de covid-19 na Espanha e foi divulgado no British Journal of Dermatology.

A pesquisa coordenada pela professora Cristina Galván Casas, da AEDV (Academia Espanhola de Dermatologia e Doenças Venéreas) sugere uma associação entre o novo coronavírus e cinco tipos diferentes de sinais que aparecem na pele e variam conforme o quadro clínico dos pacientes.

Pela primeira vez, foram registradas fotos, e o histórico clínico de cada uma dessas pessoas foi considerado. 

A infectologista Lina Paola, da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo, destaca que o estudo mostra que os sintomas de pele podem aparecer em regiões específicas ou pelo corpo todo. As fotos reunidas exemplificam cada um dos cinco tipos, sejam locais ou extensas.

Mancha roxa nos dedos e necrose

“Há lesões que acometem a boca. Lesões necróticas, em que ocorre morte do tecido, também podem acontecer em casos mais graves, mas são raras”, exemplifica.

Há ainda uma manifestação conhecida como “dedos do pé de covid”, que foi identificada em 19% dos pacientes analisados no estudo da AEDV. As lesões se parecem com frieiras e podem ser roxas, afetando mãos e pés, de acordo com descrição do relatório da pesquisa.

Os sinais apareceram em pacientes mais jovens, que estavam na fase final da covid-19 e desenvolveram quadros menos graves da doença.

Lina explica que essas manchas podem ser resultado da inflamação dos vasos sanguíneos, principalmente as artérias. “Essas lesões têm aparecido mais em crianças e pessoas jovens, de até 40 anos, mas não significa que não pode acontecer nos mais velhos”, pondera.

“A imunidade [dos jovens] é melhor do que a do idoso, então o próprio organismo reconhece uma proteína do vírus e promove uma manifestação cutânea”, acrescenta.

R7

Participe, envie sua notícia direto para o nosso Whatsapp.
Powered by