Comunidade dos Povos dos países Lusófonos inicia atividades

De acordo com o coordenador da instituição, o início das atividades começou de uma forma enérgica, apesar de ainda estarem no processo inicial.

Demorou um pouco, mas a Comunidade dos Povos dos Países Lusófonos CPPL já tem planos de inicio de suas atividades.

A Instituição de direito privado, terá sede em Lisboa – Portugal, tutelado por um Secretariado Internacional constituído por um Secretário Geral e oito Secretários adjuntos responsáveis por departamentos temáticos, entre as quais se destacam o secretariado Adjunto para o Controle da Corrupção e Crime Organizado, direitos humanos e liberdades fundamentais.

A CPPL contará com uma equipe constituída por ativistas dos diversos países lusófonos, entre as quais, o ativista guineense dos direitos humanos Mário Sá Gomes, jurista formado pela Universidade Autônoma de Lisboa e mestrando em Ciências Jurídico-Internacionais na Faculdade de Direito de Lisboa.

Mário Sá tem um histórico de luta em favor dos direitos humanos na Guiné-Bissau e pela restauração da paz assim como um histórico de luta contra o tráfico de drogas e crime organizado, o que resultou em anos de exílio na Europa.

Fernandes Filho é ativista politico brasileiro, empresário e consultor da área política e de negócios e atualmente residente em Portugal, Fernandes também foi coordenador da União de Defesa da Cidadania e Combate a Corrupção no Brasil, Fernandes que nesta fase coordenará os trabalhos da comissão instaladora. Da CPPL.

De acordo com este coordenador, o início das atividades começou de uma forma enérgica e apesar de ainda estarem no processo inicial, há muito que fazer se observarmos os acontecimentos em todo o mundo Lusófono.

A CPPL está trabalhando neste momento nos programas para a realização de uma convenção cujo país anfitrião será conhecido brevemente, na convenção, haverá participações de diversas ONGs dos países lusófonos, incluindo igualmente algumas entidades públicas.

Correspondente de Lisboa:  Fernandes Filho.

Participe, envie sua notícia direto para o nosso Whatsapp.
Powered by