Ceará participa da construção do Programa Nacional de Hidrogênio

O secretário executivo de Energia e Telecomunicações da Secretaria da Infraestrutura – Seinfra, Adão Linhares, participou da 2a Reunião Extraordinária do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), em que foi apresentada proposta de diretrizes para a construção do Programa Nacional de Hidrogênio. O secretário contribuiu como membro representante oficial dos Estados e Distrito Federal, aprovando a iniciativa do Conselho.

Segundo Adão, o país tem uma grande diversidade e um enorme potencial de fontes energéticas disponíveis para a produção de Hidrogênio. “A Região Nordeste, em especial, tem muito a contribuir nesse processo, pelo seu potencial, já comprovado, de geração eólica e solar fotovoltaica. E poder colaborar de forma mais próxima e efetiva com o conselho máximo de diretrizes políticas para o setor de energia é uma honra e uma extraordinária oportunidade. Os assuntos tratados são de suma importância não só para o Ceará, ou Nordeste, mas também todo o Brasil. Alinhados com a estratégia pioneira recém lançada que pretende tornar o Ceará um grande produtor de hidrogênio verde. Pra mim, é uma feliz oportunidade”, destaca.

Dentre os grandes atrativos do Ceará, as características de vento e sol são os principais potenciais que fazem do Estado pioneiro em geração de energia limpa e renovável. Com isso, a meta do Ceará é se tornar um produtor e fornecedor global de hidrogênio verde, estimulando mais investimentos em produção de fontes de geração renováveis e sustentáveis, incluindo o enorme potencial eólico offshore.

“Estamos honrados de ter a oportunidade de participar desse momento tão importante para o Brasil. Essa é uma ótima oportunidade para o país ser um “player” mundial como produtor e exportador de Hidrogênio Verde, com base no nosso potencial de geração de energia eólica on-e-offshore e solar fotovoltaica. Grande parte dessas potencialidades está concentrada no Nordeste, que também oferece as melhores condições logísticas para os mercados europeus e americano”, conclui Adão Linhares.

Participaram da reunião

Além do secretário Adão, como membro representante das secretarias de Minas e Energia dos estados, a reunião contou com a presença do ministro Bento Albuquerque, presidente do CNPE; ministros do Governo; além de representantes da Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP), da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), da Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA) e dos demais ministérios que compõem o CNPE.

Participe, envie sua notícia direto para o nosso Whatsapp.
Powered by