Ceará começa planejamento para retomada das aulas presenciais

O estado do Ceará ganhou novas diretrizes para a retomada das aulas, tendo novos fatores à serem considerados como: Recursos e infraestrutura, continuidade da aprendizagem e capacidade de análise da crise sanitária. 

Foto: Lucas Moura/ O Estado CE

As aulas têm previsão de retorno para o final de julho. Secretarias da rede pública e o Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Ceará (Sinepe) estão discutindo planos de orientações práticas de isolamento social, e como proceder em uma possível volta das aulas. A higienização dos espaços, reposição de aulas e a realocação dos funcionários do grupo de risco, deverão ser realizadas com todos os cuidados precisos para a reabertura de ensinos presenciais. 

Um cenário desafiante para todos os gestores de educação do país, que deverão mudar toda rotina para a volta da “normalidade” que precisará de todos os cuidados necessários para as instituições de ensino não tornarem-se pontos de infecção da Covid-19. 

Um fator de risco observado pela OMS deve ser levado em conta, crianças são mais suscetíveis a serem assintomáticas após infectadas com o novo coronavírus, mas não estão isentas de transmitirem o vírus para outras pessoas, podendo ser um grande problemas a ser enfrentado pelas escolas. 

OE

Participe, envie sua notícia direto para o nosso Whatsapp.
Powered by