Cariri se prepara para receber pacientes coronavírus, em casos de eventualidades diz secretário de saúde do Estado

O secretário da pasta também afirmou que todas as principais unidades hospitalares do Estado devem se preparar para receber atendimento específico para casos suspeitos de coronavírus. Cabeto afirma que “Todos os hospitais estão orientados para ter setores de isolamento, com até dois leitos.

Mais um caso suspeito de coronavírus no Ceará é descartado; Cariri se prepara para receber pacientes

E nós estamos organizando um plano pra que, se eventualmente essa coisa ficar maior, que pode muito bem não acontecer, a gente ter um hospital de referência específico exclusivo pra isso”.

O Hospital Regional do Cariri (HRC), será uma destas unidades que deverá ser preparada. Uma reunião ainda nesta quinta-feira (27) está sendo realizada com a gestão do equipamento, e deverão apresentar logo mais detalhes sobre os preparativos.

Primeiro caso confirmado no país

O Ministério da Saúde afirmou que está comprovado o caso positivo de coronavírus no Brasil nesta quarta-feira. Este é o primeiro caso da doença no país e em toda a América Latina. Além dele, há outros 20 casos em investigação e 59 suspeitas já foram descartadas.
A Itália confirmou 12 mortes pela doença. As pessoas que retornam do país às suas cidades passam por observação.

Segundo o secretário da saúde do Ceará, os casos de infecção respiratória comuns para essa época, como as gripes, também vão contribuir para o aumento das suspeitas no estado.

“Nós vamos ter aumento do número de casos suspeitos, isso não quer dizer que vamos ter uma consolidação da disseminação do coronavírus nos ambientes do Brasil”, completou.
Para ser considerado suspeito, o paciente precisa apresentar sintomas respiratórios e febre, associados a vir de uma área potencial de transmissão, explicou o secretário.

Em caso de positivo para o novo vírus, se não tiver sintomas de gravidade, a pessoa pode ficar de quarentena em casa, fazendo uso de máscara e álcool em gel, por exemplo.
Até o momento, a orientação é que as pessoas procurem uma unidade de saúde se apresentarem alguma suspeita.

A Secretaria da Saúde (Sesa) vai se reunir com representantes do município de Fortaleza ainda nesta quarta para “fazer ajustes” no plano de contingência preparado juntamente com o MS para enfrentamento da doença, informou Cabeto.

Fonte: G1 CE 

Participe, envie sua notícia direto para o nosso Whatsapp.
Powered by