Camilo deve apresentar nesta semana plano de retomada da economia

Maia Júnior, titular da Sedet, garante que o trabalho foi bem recebido pelo governador, mas fez recomendações para ajustes. Camilo Santana destacou que todas as decisões estão sendo baseadas em análises dos técnicos da saúde.

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), demonstrou ter ficado satisfeito com o plano para a retomada da economia no Estado apresentado a ele, na sexta (15) e sábado (16), pela Casa Civil. Quem afirma é o secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho do Ceará (Sedet), Francisco de Queiroz Maia Júnior.
Hoje (19), o grupo coordenado pelo secretário-chefe da Casa Civil, Élcio Batista, deverá se reunir novamente para tomar conhecimento das alterações indicadas pelo governador.
O processo, agora, será o seguinte, segundo Maia Júnior: o estudo para a retomada econômica será apresentado ao grupo, que fará suas observações, que serão encaminhadas a Camilo – o que deverá aconteça até sexta-feira (22). O documento é o resultado de discussões e levantamentos técnicos feitos pelas secretarias de estado designadas para a tarefa e entidades classistas, sobre a possibilidade de flexibilização, por etapas, das atividades econômicas não essenciais no estado. “O governador recebeu o estudo e participou de sua discussão técnica, na sexta e sábado, nos passando um dever de casa. Continuamos trabalhando, inclusive no sábado, domingo e nesta segunda, para ajustar o documento. Mas hoje (ontem) não pudemos ter a reunião com ele. Estamos aguardando o governador remarcar”, diz Maia Júnior.

Adiamento
O secretário acredita que o adiamento da reunião de ontem (18) se deveu ao fato de Camilo Santana querer estar presente na chegada do avião, proveniente da China, com os 200 respiradores e de mais 100 toneladas de equipamentos de proteção individual para os profissionais de saúde.
Maia não informa quais foram as observações do governador sobre o documento, mas acredita que até amanhã (20) o trabalho terá sido concluído.

Etapas do processo
“Concluído com o governador, teremos mais uma apresentação ao grupo e, novamente, o documento retorna ao governador. Se ele der o trabalho por finalizado e validado pelo grupo, Camilo Santana, então, fará o anúncio à imprensa e aos cearenses”, explica o titular da Sedet.
Ontem mesmo, o governador do Ceará, durante transmissão ao vivo nas redes sociais, garantiu que o plano de reabertura da economia do estado deverá ser finalizado até o fim desta semana. Camilo reforçou mais uma vez que todas as decisões do Governo serão baseadas na análise dos técnicos da área da saúde.

PLANO OBEDECERÁ CRITÉRIOS DE RISCO SANITÁRIO
De acordo com Élcio Batista, a retomada das atividades econômicas no Ceará terá quatro etapas e seguirá critérios de “risco sanitário” e “aspectos econômicos e sociais” para a escolha das classes empresariais liberadas em cada fase. “Esse faseamento está todo estruturado em torno das cadeias produtivas aqui do nosso Estado, para que a gente consiga equilibrar a demanda e oferta”, explicou o chefe da Casa Civil no último dia 14 de maio.
Segundo ele, serão 14 dias em cada fase, com um processo de monitoramento pelo Estado para garantir a evolução dos números relacionados ao sistema de saúde. “Quando a curva cair, será o momento de iniciar a primeira fase da retomada”, disse.

Fases do plano
Na primeira fase, o primeiro grupo de atividades terá 14 dias de monitoramento, em seguida passando para o segundo grupo e terceiro até atingir ao 4º grupo de atividades, todos em um intervalo de 14 dias entre cada.
O grupo responsável pela elaboração do estudo que viabilizará a retomada da economia é formado pelas secretarias de Desenvolvimento Econômico, da Saúde, de Planejamento e IPECE, da Fazenda, pela Prefeitura de Fortaleza, pelo IPDC Fecomércio e pelo Observatório da Indústria da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), sob a coordenação da Casa Civil.

O Otimista

Participe, envie sua notícia direto para o nosso Whatsapp.
Powered by